NR 18 e o laudo técnico de habitabilidade para contêiner

NR 18 e o laudo de habitabilidade para contêiner

Como vimos no artigos anterior, se você ainda não o leu, de uma navegada na área de blog do site que você irá encontrar o artigo com o titulo “Laudo técnico de Habitabilidade em Contêiner Marítimo”, leia para entender mais sobre as verificações necessárias para cerificar a ausência de riscos físicos, químicos e biológicos neste tipo de ambiente de trabalho. Vimos também que para fazer esse laudo, é necessário um profissional devidamente habilitado. Porém hoje veremos mais detalhes sobre a norma regulamentadora de número dezoito(NR 18).

navio com contêineres marítimos e segurança do trabalho

A norma regulamentadora de número 18, também conhecida como NR 18, tem em um de seus itens de conformidades, essa citação abaixo:

18.4.1.3.2 Tratando-se de adaptação de contêineres, originalmente utilizados no transporte ou acondicionamento de cargas, deverá ser mantido no canteiro de obras, à disposição da fiscalização do trabalho e do sindicato profissional, laudo técnico elaborado por profissional legalmente habilitado, relativo a ausência de riscos químicos, biológicos e físicos (especificamente para radiações) com a identificação da empresa responsável pela adaptação. (Incluído pela Portaria SIT n.º 30, de 13 de dezembro de 2000)

Como podemos ler acima, é extremamente necessário que se faça essas avaliações de risco, e não é uma opção, e sim obrigação da empresa contratante de arcar tanto com as despesas dos laudos como sempre está atenta para não correr riscos desnecessários, e assim poder trabalhar regulamente de acordo com a lei regida pela NR 18.

navio com contêineres marítimos e norma de segurança do trabalho

Espero que tenha ficado claro esse tópico da NR 18 que não detalhe no artigo passado, e que pensei melhor, e decidi falar mais aqui neste post. Não se esqueça de compartilhar com os colegas de trabalho se gostou, até a próxima.

 

Laudo técnico de Habitabilidade em Contêiner Marítimo

contêiner marítimos e segurança do trabalho
Existem diversas normas regulamentadoras de segurança do trabalho, atualmente são ao todo, trinta e seis normas(também chamadas de NRs). Você pode ter já ouvido falar de muitas delas, hoje iremos entrar em mais detalhes em apenas uma, que é a norma regulamentadora de número dezoito(NR 18 – Habitabilidade em Contêiner Marítimo), que é uma norma muito importante para manter o ambiente de trabalho com contêineres seguro, assim mantendo a saúde dos trabalhadores.
Ao elaborar o laudo técnico de habitabilidade para contêineres marítimo, é necessário prestar atenção em alguns pontos  da portaria de número 30, baixada pelo MTE, não irei entrar em detalhes, mas você poderá saber mais pesquisando sobre a NR 18 e indo no tópico 18.4.1.3.2 dela. Mas o que você precisa saber é da necessidade da certificação de ausência de riscos tanto físicos, químicos, como biológicos.

trabalhador de contêiner marítimos e segurança do trabalho

Os agentes físicos, conforme o item da norma regulamentadora NR 18, é avaliado o agente de radiação ionizante com a utilização de um radiômetro devidamente calibrado para os tipos de ondas gama, beta e alfa. Este radiômetro tem a necessidade de ser digital para melhor precisão. Todo o resultado é preciso que seja escrito em uma planilha para que possamos comparar os limites de tolerância permitidos em nosso país e permitidos no âmbito internacional.
Já os agentes biológicos e químicos as averiguações de qualidade são realizadas com o objetivo de verificar corretamente se existe resíduos tanto químicos, quanto biológicos que possam interferir na saúde dos seres que irão ocupar o local de trabalho em questão.

Fica por conta do perito que está fazendo o laudo técnico de habitabilidade para contêineres marítimo solicitar avaliações quantitativas de agentes que possam ser prejudiciais a saúde dos seres que estão nesse ambiente de trabalho. E quem terá que pagar por isso é a empresa contrante.

navio e contêiner marítimos e segurança

Vimos que é necessário a certificação que de não haja riscos para a saúdes dos seres que irão presenciar esses ambientes. Certificados nas questões físicas, químicas e biológicas. Quanto ao lado de liberação, o tão desejado pelas empresas para poderem continuar sua rotina de trabalho sem interrupções(que são extremamente necessárias para a saúde e bem-estar de todos os envolvidos) só poderá ser emitido quando o resultado de todas essas verificações forem recebidos e constado que não houve nenhum risco.

Concluímos que o laudo é necessário e que é preciso um profissional em segurança do trabalho para dar baixa e poder liberar a continuação do trabalho caso não tenha ocorrido de se deparar com nenhum risco que possa ser prejudicial a saúde dos trabalhadores e aos envolvidos diretamente ou indiretamente com esse ambiente de trabalho.

 

Caso este artigo tenha sido útil para você, não se esqueça de compartilhar e comentar com seus colegas de trabalho, parente e amigos mais próximos, assim ninguém fica perdendo esse conteúdo interessante sobre os contêineres e a segurança no trabalho. Se tiver qualquer dúvida ou sugestão que queira dar, sinta-se livre para deixar seu comentário abaixo, que lhe responderei o quanto antes eu puder e minha rotina de trabalho permitir. Deixo também um vídeo abaixo para fixar melhor o que vimos aqui hoje: